Carta aberta sobre a eleição da CAP

 
Na última quinta feira, dia 10 de março, aconteceu na Fundação de Cultura de Contagem (FUNDAC) uma reunião pública para eleger os integrantes da Comissão de Avaliação de Projetos (CAP) do FMIC. Coincidentemente, esta ocorreu um dia após a última reunião do Fórum Popular de Cultura (FPC), onde estava presente um representante da fundação. Na reunião do fórum, foi constatada a deficiência da FUNDAC no que tange a comunicação e o processo democrático (vide nota da reunião do FPC no dia 9 aqui).

 
Como cabe a esse fórum refletir e, se for o caso, criticar as ações que se dão na área da cultura, não se pode deixar de evidenciar a FALTA DE PUBLICIDADE para uma reunião que se diz pública. Também é inaceitável a justificativa de que esse seria um erro ocasional de comunicação, o que resulta em uma reunião mal divulgada, pois a CAP não é um assunto ocasional. Trata-se da gestão dos recursos do FMIC, a única verba pública destinada às ações culturais pela cidade, portanto, deveria ser amplamente divulgado para garantir a lisura do processo.

Para fundamentar essa crítica ao modelo de “ampla divulgação” da fundação, faz-se necessário uma varredura pelos meios possíveis de comunicação. De início, esse ano ignorou-se toda e qualquer divulgação para além da internet, como faixas, outdoors, folhetos em eventos ou similares, a exemplo do que ocorrera em anos anteriores. Na internet, a começar pelo portal da prefeitura,  no mês de fevereiro, a reunião havia sido noticiada no dia 25/02/2016 (http://www.contagem.mg.gov.br/?materia=567111). Somam 53, as notícias divulgadas no mês de março até o dia da reunião citada, das quais 26 ocorridas entre os dias 7 e 10/03. Destas, a única notícia relacionada diretamente ao setor cultural é a que divulga a nomeação dos membros do Conselho Municipal de Políticas Públicas (CMPC) (http://www.contagem.mg.gov.br/?materia=962592). Houve comunicação por email, onde parece que encaminharam as mensagens para os proponentes de projetos ao FMIC. É perceptível, pois o envio não foi com cópia oculta, o que torna todos os emails visíveis para todos os destinatários. Ainda houve uma postagem na página do Facebook da FUNDAC, no dia 1 de março (com 7 curtidas e 1 compartilhamento até o momento, o que não denota um grande alcance). Há ainda uma outra postagem na página com o resultado da eleição. Curiosamente, a reunião não teve a cobertura que é usualmente feita pelo portal da prefeitura.

 
Se comparar com a Solenidade de Apresentação de Ações Culturais para 2016, realizada no Hotel Actual no dia 25 de fevereiro, com a presença do prefeito, todas as outras divulgações da fundação ficaram a desejar. A Solenidade foi de caráter publicitário e “teoricamente” deve-se ter gastado muito mais dinheiro do que a reunião de escolha da CAP, demostrando de forma transparente os valores que são dados pela administração da FUNDAC.

 

E sobre esses valores: Pelo simples fato da Solenidade, com considerável participação da sociedade (foto em rede social ), não ter sido utilizada para mobilizar os presentes para as próximas reuniões relacionadas à aplicação das políticas culturais do Sistema Municipal de Cultura, informando-os da importância da participação popular em tais reuniões, reflete uma falta de comprometimento com o resultado que tais políticas deveriam gerar.

 

É importante ressaltar que a reunião da CAP foi esvaziada. A maioria significante dos votos para o conselho foram dados por alunos da Fundação de Ensino de Contagem (FUNEC), como mostra divulgada pela página da Fundac em rede social. Também foram aceitas inscrições no momento da eleição, o que contraria a divulgação feita no portal da prefeitura, que exigia com antecedência o encaminhamento de um email para a FUNDAC. Fica a pergunta: Por qual motivo a FUNDAC consegue mobilizar alunos, muitos, menores de idade, e não consegue mobilizar os artistas da cidade que são, talvez, os primeiros interessados no assunto?

Anúncios

Sobre Tobias Teixeira

Sou licenciado em música pela Escola de Música da UEMG. Trabalho no ensino fundamental, 3° e 4° ciclos, na Rede Municipal de Educação de Betim. Além da docência, me dedico muito à composição.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s