FPC-Contagem: Nota de repúdio ao aumento das passagens de ônibus e o perdão de dividas às empresas.

Fórum Popular de Cultura de Contagem: 

Janeiro, 2016.

002 sem eixo

Foto: ônibus da linha circular 002. Perdeu o eixo em movimento. Fonte: Jornal “O Tempo”, fotógrafo,  Alex de Jesus. 

A situação do transporte coletivo de Contagem é um reflexo de uma gestão pública que pensa a cidade com interesses privados.

Não há respeito com a população e o lucro está acima de qualquer interesse coletivo. O transporte é privado e as empresas parecem mandar na prefeitura.

Nós, artistas e trabalhadores da cultura, entendendo o nosso compromisso com a função social da arte, repudiamos as atitudes do prefeito Carlin Moura (PCdoB) e de todos que se colocam ao lado de uma lógica perversa que afeta direitos fundamentais da população.

O aumento da passagem e o perdão de uma dívida milionária para um cartel de empresas de ônibus demonstram quais são as verdadeiras “novas prioridades” da prefeitura.

Quanto maior o preço da passagem, mais difícil fica o acesso à cultura e aos poucos espaços de lazer da cidade. Quanto mais impostos perdoados às empresas que geram grande lucro e ainda mais, mantendo uma frota sucateada, menos recursos vão para os cofres públicos.

Não existe um plano de mobilidade urbana e humana em Contagem.

Ao perdoar uma dívida com um decreto, o prefeito vai contra uma votação extraordinária e democrática realizada no dia 18/12/2015 na Câmara Municipal da Cidade. Desrespeita as prerrogativas dos vereadores, eleitos pela população, para satisfazer o desejo do poder privado e desumano que existe em nossa cidade.

As práticas adotadas pela gestão municipal são inaceitáveis: dois aumentos no mesmo ano, que somam R$ 0,60; o perdão de uma dívida acumulada e para os anos que seguirão, dívidas estas que serão simplesmente pagas pela população gerando ainda mais lucro para os empresários.

O perdão da dívida possibilita às empresas a participação em processos de licitações púbicas, podendo criar, novas dívidas futuramente.

Mesmo diante de tantos aumentos, os ônibus que circulam são os mesmos de 15 anos atrás ou mais em algumas linhas.

Não houve sequer uma manutenção descente com novos carros Não houve e não há preocupação com o conforto e a segurança da população.

As únicas preocupações são com os lucros e com os investidores em potencial para as campanhas políticas dos candidatos, inclusive da atual gestão, que podem receber ”generosas” doações das mesmas empresas que tiveram dívidas perdoadas.

Os absurdos que acontecem em Contagem, parecem ser invisíveis aos olhos do Ministério Público e da grande mídia. Como é possível dois aumentos no mesmo ano e um decreto indo contra uma votação da Câmara Municipal?

Até agora não houve nenhum pronunciamento dos vereadores e nenhuma ação do Ministério Público. Enquanto isso a população sofre para pagar essas contas que são, no mínimo, imorais.

Ainda sonhamos e lutamos por uma cidade com transporte realmente público e gratuito. Transporte público é um direito e, portanto, responsabilidade do Estado. Não deve ser monopolizado e a lógica do lucro não deve se sobrepor às garantias dos direitos sociais da população.

Reiteramos nosso repúdio a prefeitura de Contagem, ao silêncio dos vereadores e a perversidade das empresas de ônibus. Estaremos ao lado dos que lutam por uma cidade mais justa e humana, colocando sempre a cultura a serviço de um mundo melhor.

Anúncios

Sobre fpccontagem

O Fórum Popular de Cultura é um espaço aberto para discussão e organização dos artistas de Contagem. Seu objetivo maior é a luta por políticas publicas de cultura e melhores condições para o fomento, acesso e difusão cultural para o cenário cultural da cidade. O Fórum além de criar espaços para o debate como o seminário – Contagem Cultura em Debate, esta aberto a todo tipo de participação popular que queira se juntar a essa luta. INTERAJA CONOSCO
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para FPC-Contagem: Nota de repúdio ao aumento das passagens de ônibus e o perdão de dividas às empresas.

  1. tobiasteixeira disse:

    Republicou isso em tobiasteixeirae comentado:
    A situação está insustentável. Sabemos que muitas pessoas simplesmente não conseguirão continuar com o mesmo esquema de suas vidas cotidianas com esse aumento, que compromete o caixa do mês.

    A atitude do governo é muito irresponsável. Vejamos qual será a força da nossa voz ao dizer BASTA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s